Header Ads

Seo Services

PROFESSORES ENCERRAM GREVE DA REDE MUNICIPAL.



Os trabalhadores da rede municipal de ensino de Feira de Santana decidiram em assembleia realizada nesta sexta-feira (29) em encerrar a greve.
A categoria que está em greve desde o dia 11 de março, decidiu encerrar o movimento após a solicitação do retorno às atividades ter sido feita pelo próprio Prefeito do Município, Colbert Martins Filho, em audiência realizada no fim da manhã de ontem, 28, no Hotel Acalanto, onde na presença do comando de greve, dos Secretários Justiniano França, de Serviços Públicos, e de Governo, Paulo Aquino. O Prefeito se comprometeu a convocar a comissão da Reformulação do Plano de Carreira, para a realização do estudo do impacto orçamentário do plano após a suspensão da greve. Os profissionais da educação aguardaram também a resolução da audiência no Ministério Público do Trabalho, realizada na manhã de hoje, 29, onde houve a representação o Governo Municipal na pessoa do Procurador do Município, Dr. Cleudson Almeida, mediada pelo Procurador do MPT, Dr. Bernardo Guimarães Carvalho, que após não serem aceitas as propostas de marcação de uma data para iniciação das discussões sobre a Reformulação do Plano de Carreira pela parte do Governo, recomendou a categoria que retornasse às aulas, e que solicitasse as próximas audiências no próprio MPT, já na próxima semana, convocando o Prefeito do Município, a Secretaria de Educação, a APLB Feira e representantes da categoria.
O Governo Municipal atendeu os outros pontos de pauta de reinvindicações da categoria, com exceção dos Precatórios do FUNDEF, que está sob judice onde ainda terão outros momentos para a discussão. Durante a greve foi garantido o direito ao reajuste proposto pelo MEC de 4,17, porém parcelado para duas vezes, em abril e julho, retroativo a janeiro, os 10% de Regência de Classe do Ensino Fundamental II, e a Alteração de carga horária dos professores que constam na lista encaminhada pela entidade, e que aguardam apenas a publicação no Gabinete do Prefeito.

Nenhum comentário